A saúde bucal com Prótese Dentária | Expodonto Odontologia - Clínica Odontologica
A saúde bucal com Prótese Dentária

A saúde bucal com Prótese Dentária

Home » Prótese Dentária » A saúde bucal com Prótese Dentária

protose-dentaria

A saúde bucal com Prótese Dentária

São inúmeros os casos onde o paciente não possui uma dentição completa. Para garantir uma boa saúde e função mastigatória correta, devemos sempre estar à procura de alternativas para repor qualquer falha dentária. A perda de um dente pode trazer diversas alterações bucais, entre elas dificuldade de mastigação, na fala, estética e outros danos.

Com a finalidade de substituir dentes ausentes ou que foram perdidos, encontramos as Próteses Dentárias. Temos na odontologia alguns tipos diferentes de prótese, para cada caso específico é escolhida a mais adequada para o paciente.

São indicadas de acordo com uma avaliação detalhada de todo o caso em geral. Dentes comprometidos ou danificados podem ser substituídos por dentes artificiais na visão de um futuro mais saudável a boca.

Após um planejamento e indicação de uso de prótese dentária inicia-se a confecção da mesma com uma moldagem da boca do paciente já preparada para receber os novos dentes.

Entre as opções de prótese temos:

– Prótese Parcial Removível (PPR):

Composta por dentes artificiais e uma armação metálica, essa prótese é indicada para pacientes que necessitam repor alguns dentes. De uma maneira firme ela se apóia na parte gengival e com alguns grampos metálicos, entorno dos dentes naturais próximos as falhas.

Para cada arcada dentária (superior ou inferior)  é confeccionado uma prótese parcial. Por ser removível permite o paciente que tire e coloque sempre ao escovar e ao dormir, facilitando o uso adequado.

-Prótese Total:

A prótese total é indicada ao paciente que não possui nenhum dente, que seja só em uma arcada ou na boca toda. Oferecem suporte para os lábios e bochechas. Composta somente de material acrílico e dentes artificiais.

A prótese superior cobre o palato (céu da boca) e possui geralmente a cor da gengiva natural do paciente e a prótese inferior tem um formato de “ferradura” para deixar o espaço adequado para a língua e se manter apoiada na gengiva e osso. Sua utilização permite que o paciente volte a ter todo conforto bucal com uma mastigação correta, estética adequada e fala livre.

– Prótese Provisória:

Para alguns casos pode ser recomendado o uso de uma prótese provisória até o momento em que a definitiva fique totalmente pronta e adequada. No caso de uma futura PPR ( Prótese Parcial Removível) o cirurgião dentista confecciona uma prótese composta somente de acrílico e dentes, sem possuir grampos para que seja utilizada por um curto período de tempo.

Também pode ser indicada o uso de uma provisória para pacientes que aguardam o tempo cirúrgico dos implantes, ou pacientes que fizeram múltiplas extrações dentárias e ainda não estão com a cicatrização completa para iniciar a moldagem de uma prótese definitiva.

De qualquer formato que seja a indicação para a prótese, o importante é estar com a melhor saúde bucal possível para o conforto do paciente e satisfação no tratamento finalizado.

Importante lembrar que todas as próteses sofrem desgastes com o tempo de uso, portanto o acompanhamento deve ser periódico para se avaliar corretamente o período para troca e confecção de uma nova e ajustada prótese.

Deixe um Comentário

NEWSLETTER

Receba as notícias em seu e-mail