Prevenção | Expodonto Odontologia - Clínica Odontologica

Serviços

Home » Servicos » Prevenção

9

Prevenção

Muitas pessoas não vão ao dentista pelo simples fato de considerarem o tratamento caro. Realmente, um tratamento odontológico torna-se muito elevado porque quando o paciente procura um dentista, a doença já está instalada ou necessita fazer uma reabilitação oral complexa, em virtude da perda de alguns ou vários dentes, dependendo da saúde bucal da pessoa. Tudo isso poderia ser evitado se anteriormente houvesse feito uma prevenção bucal adequada. Ir ao dentista com frequência se torna barato, já que a prevenção é mais simples e fácil de ser trabalhada.

Como a maioria da população tem problemas bucais por falta de prevenção (doenças causadas pela placa bacteriana), deve-se dar atenção especial para a prática da prevenção em casa e no dentista para economizar tempo e dinheiro.
Com a atual melhora na qualidade de vida da população brasileira, é comum encontrarmos pessoas com 60 anos de idade e uma saúde invejável. Inserido no contexto da Odontologia, pessoas dessa faixa etária, no passado, eram vistas com dentadura, porque na época ainda não existiam tratamentos preventivos.

A realidade agora é outra, pessoas nessa faixa etária ainda possuem dentes naturais na boca. Estima-se que daqui a mais 10 anos, provavelmente em função dos trabalhos preventivos realizados, encontraremos um maior número de pessoas idosas com uma boa saúde bucal. Daí vem a necessidade e importância, independente da idade, de procurar um tratamento odontológico regularmente.

A grande maioria dos problemas relacionados aos dentes pode ser evitada com uma escovação adequada e o uso do fio dental, pois através da odontologia curativa (restaurações, tratamentos de canal entre outros) não se obtém resultado no controle dessas doenças. Cerca de 95% dos brasileiros sofrem de cárie e doença das gengivas, mesmo com o crescente número de dentistas por habitante. Um dos períodos mais importantes para se prevenir as cáries é durante a erupção dos dentes, sejam eles “de leite” ou permanentes. A prevenção baseia-se em correta higienização com escova e fio dental; consumo inteligente do açúcar; uso correto do flúor, para fortalecer os dentes e acompanhamento da saúde bucal por um dentista.

O que é preciso para uma boa prevenção bucal? Veja abaixo:

Informação: Sem informação sobre as doenças e a maneira correta de preveni-las fica difícil fazer prevenção. A informação é útil também como um fator motivador, pois pessoas bem informadas e conscientizadas farão a 
prevenção de uma maneira melhor.
Materiais odontológicos: Você precisará de 4 escovas de dente, cerca de 50m de fio dental e um limpador lingual. Esses materiais são de fácil acesso e você os encontra nas boas farmácias. Se bem usados, eles durarão um ano nas quantidades citadas.
O Dentista: A prevenção só estará completa com a visita periódica ao dentista. O profissional com foco na prevenção, fará instruções de higiene bucal, aplicações de selante e removerá a placa bacteriana que não foi retirada pelo paciente.
Procure seu dentista pelo menos duas vezes ao ano.

Fazer prevenção SEMPRE é mais barato que tratamento!

Sangramento:
Um pequeno sangramento pós-operatório é normal por alguns dias (caracterizado por saliva sanguinolenta); em caso de sangramentos ativos e de grandes volumes, comprima entre as arcadas um pedaço de gaze e entre em contato com o seu dentista.

Tendo febre alta, edema e outras anomalidades, comunicar com urgência ao seu dentista.

Prevenção

AGENDE UMA AVALIAÇÃO COM NOSSOS ESPECIALISTAS

Convênios atendidos

depoimentos
Depoimentos